BLOG

O que é ESG e qual a sua importância no mercado atual

Por: Rafaela Carrilho
02/2024

Os três pilares

O propósito e os valores das organizações têm sido cada vez mais importantes, seja para investidores, colaboradores ou consumidores. Neste cenário, aspectos sociais, ambientais e de governança são cada vez mais valorizados na agenda das empresas, tornando-se um ponto focal para organizações que buscam, além do sucesso financeiro, a sustentabilidade a longo prazo.

Para representar estes três pilares, é comum se deparar com a sigla ESG – que tem sido essencial para avaliar o desempenho e a responsabilidade corporativa.

O que é ESG?

A sigla ESG vem do inglês Environmental, Social and Governance, e se refere aos aspectos ambiental, social e de governança das empresas, três pilares fundamentais para a atuação ética e sustentável. Conheça mais sobre cada um deles:

Ambiental (E): Avalia, principalmente, o impacto da empresa no meio ambiente e questões como gestão de resíduos, eficiência energética, emissões de gases de efeito estufa e preservação da biodiversidade.

Social (S): Abrange as relações da empresa com seus colaboradores, clientes, investidores, fornecedores e comunidades. Questões como diversidade, igualdade, condições de trabalho e responsabilidade social também estão representadas aqui.

Governança (G): Refere-se à estrutura de liderança e administração da empresa, incluindo a transparência, ética nos negócios, responsabilidade fiscal, práticas contábeis e remuneração dos acionistas.

Quais são as vantagens do ESG para as empresas?

Investir em práticas ESG não é apenas uma tendência (principalmente nas empresas de capital aberto), mas uma abordagem estratégica para a sustentabilidade. Uma das principais vantagens associadas à agenda ESG nas corporações é a redução de riscos, pois os pilares ESG podem ajudar a prevenir riscos legais, regulatórios e operacionais.

Vale destacar, ainda, que empresas com uma abordagem ESG positiva geralmente contam com uma reputação mais sólida, já que consumidores e outros stakeholders estão cada vez mais propensos a apoiar organizações que trabalham para deixar um impacto positivo.

A segurança para o investidor é outro ponto importante, pois empresas com aspectos ESG bem consolidados tendem a ser mais bem gerenciadas, com estruturas de governança mais resilientes, e ativos mais valorizados.

Principais indicadores ESG

Conforme as empresas colocam em prática sua agenda ESG, surge no mercado a necessidade de criar índices para avaliá-las. Isso facilita para que investidores consigam acompanhar a performance das ações dessas companhias na bolsa de valores, no caso daquelas com capital aberto. Abaixo, estão listados os principais:

  • Índice S&P/B3 Brasil ESG
  • Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE)
  • ICO2 (Índice Carbono Eficiente)
  • Índice de Ações com Governança Corporativa Trade (IGCT)

Como investir em ESG

Um exemplo de investimento ESG são os Fundos Negociados em Bolsa (ETFs). A B3, faz a negociação de ETFs relacionados à sustentabilidade, atrelados à performance de alguns dos indicadores listados anteriormente. Outra forma é comprar ações de empresas que valorizam e adotam os pilares ambiental, social e de governança.

Já em relação à renda fixa, também podem ser considerados como investimentos ESG os títulos emitidos por empresas com o propósito de financiar projetos sustentáveis.

A Diferença que faz a Diferença - Cadastre-se Agora!

Fale conosco

contato@diagramainvestimentos.com | +55 11 96098 – 1977