BLOG

#Cafénomia – Ativo e passivo

Recentemente estive revisitando as lições que aprendi com o livro “Pai rico e Pai pobre”. Nele revisitei os conceitos de “ativo e passivo” e reparei o quanto as pessoas confundem tais classificações com a impressão de serem algo simples. Ao fazer tal confusão, vemos as pessoas aumentando passivos, achando que são ativos, e por consequência prejudicando muito sua situação financeira no longo prazo. Para te auxiliar nessa distinção, vou te ensinar a diferenciar e como interpretar os itens da forma que aprendi com o livro, para você não cair nessa complicação.

No pensamento do autor, ativo é aquilo que consegue gerar dinheiro ao longo do tempo, ou seja, consegue colocar mais dinheiro em seu bolso. Já o passivo é aquele que gera despesa ao longo do tempo, sendo o que retira o dinheiro do seu bolso ao longo do tempo.

Na visão do autor, não confunda o ativo como posses. Por exemplo, você tem um carro e utiliza ele para trabalho (como é o caso de motoristas de aplicativo e táxis) ou aluga ele para outro, então ele é um ativo. Porém, caso você não o utilize para gerar renda de nenhuma forma, ele então é um passivo.

O mesmo ocorre com imóveis, por exemplo. Caso você o utilize para gerar renda, então ele se torna um ativo. Porém, utilizando para morar ou não o aluga para gerar aluguéis, ele se torna um passivo e um bem custoso.

No livro, comenta-se que a forma de se tornar rico é através do acúmulo de ativos, tentando manter seus passivos o mais baixo possível. Na maior parte das vezes, as pessoas deixam de ficar ricas pelo simples fato de, estarem adquirindo cada vez mais passivos, acreditando que são ativos.

Não citei o carro e a casa à toa. Ter um carro e uma casa própria, é o sonho da maior parte da população brasileira. Porém, você consegue arcar com esse aumento de passivos? Isso prejudicará o seu crescimento e acúmulo de ativos? Reflita…

Aumente seus ativos, invista em formas de obter cada vez mais riquezas e quando for confortável, dê o próximo passo!

A maior fonte de ganhos para os bancos são empréstimos de juros elevados. E quanto mais impulsiva for sua compra, maior poderão ser os juros cobrados por eles. Evite recorrer a financiamentos de passivos, principalmente se isso acarretar à graves problemas financeiros.

Uma grande dica: pare de concentrar seus investimentos em instituições que não possuem assessores de investimentos capacitados.
Para conseguir aumentar a gama dos seus ativos, entre em contato com a Diagrama através das redes sociais.

Marcello Corsi Janota de Carvalho – Economista e Operador da Mesa de Renda Variável

Entre em contato conosco: (11) 95091-2770 | Rua Amazonas, 439 CJ 11 – São Caetano do Sul XP (ABC) 

Imagem: O Caminho do Investidor

A Diferença que faz a Diferença - Cadastre-se Agora!

Fale conosco

contato@diagramainvestimentos.com | +55 11 96098 – 1977